Qual preço do guincho

Ter dúvidas sobre o preço de um guinchamento é mais comum do que se imagina, principalmente se a pessoa não possui um seguro automotivo. Nos próximos parágrafos, você entenderá melhor como é feito o cálculo desse tipo de serviço.

Guincho preço

Qual preço do guincho

Os guincheiros costumam utilizar uma fórmula simples para calcular o valor do serviço que eles prestam. Normalmente, eles cobram pela saída da oficina e acrescentam uma taxa por quilômetro rodado. Por exemplo, o dono do guincho pode exigir R$ 120 no valor de saída e adicionar mais R$ 2 por quilômetro percorrido.

Suponha que o carro de alguém sofreu uma pane em algum lugar do centro de São Paulo-SP. Se a oficina mais próxima estiver a 5 km do local da pane e o guincho mais próximo daquele carro estiver a 10 km, o cálculo será feito assim:

  • Saída do guincho: R$ 120;
  • Distância percorrida até a oficina: 15 km (10 km até onde o carro está e + 5 km até o endereço da oficina);
  • Distância percorrida ao retornar: 15 km (a volta do guincho para sua base também será cobrada);
  • Valor total dos quilômetros percorridos: 15 km + 15 km = 30 km x R$ 2 = R$ 60;
  • Preço total do serviço: R$ 120 + R$ 60 = R$ 180,00.

Como a fórmula acima mostrou, quanto mais próximo o guincheiro estiver do local da pane, menor será o preço cobrado por ele. No entanto, essa não é a única forma de calcular o valor do serviço de guincho.

Como isso varia de uma empresa para outra, o ideal é pesquisar os preços de vários locais diferentes. Com isso, talvez a pessoa não precise pagar o “olho da cara” nesse tipo de serviço.

Busca pelo carro guinchado

Se você teve o seu carro guinchado pela CET ou por outro órgão público, saiba que tê-lo de volta exigirá esforço e dinheiro. Primeiramente, é preciso quitar tanto as multas quanto as parcelas atrasadas do IPVA.

Além disso, o motorista terá que pagar por cada dia em que seu carro permanecer no pátio da prefeitura. Pode-se dizer que o pátio funciona como um estacionamento, quanto mais tempo o carro fica lá, maior o preço que será pago.

Além das multas e do IPVA, também é preciso pagar para retirar o automóvel do pátio. Em 2019, o motorista que morasse em São Paulo-SP tinha que pagar R$ 673. Esse valor era cobrado justamente para quitar o guincho usado pela prefeitura. Por sua vez, quem morasse no Rio de Janeiro-RJ, tinha que pagar R$ 188,98. Como são os órgãos de trânsito que definem os preços de suas multas e afins, alguns valores podem variar de um estado para o outro.

Depois que tudo for pago, é necessário ir até o pátio com o documento que permite a retirada do automóvel. Também é necessário ter em mãos o Documento de Acompanhamento de Trânsito (DAT) e o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV).

Retirada do carro

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o automóvel só deve ficar no pátio por 60 dias. Se ele não for retirado depois disso, será colocado em um leilão.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *